Conceito de questão social, segundo Potyara Pereira

Segundo Potyara, a questão social ocorreu no alargamento do processo selvagem de industrialização capitalista no século XIX, na Grã-Betanha. No entanto, a pobreza existia desde o mercantilismo no século XIV. A questão social tem dois elementos fundamentais na sua composição, um estrutural, o outro histórico. No estrutural à construção de fatores que independem da ação política de sujeitos em dadas circunstâncias, já no histórico, contém ações as quais os sujeitos querem mudar a sua história. Porém, isoladamente, nenhum dos dois elementos é capaz de fazer aparecer a questão social. A questão social é um produto histórico problematizado das relações contraditórias entre capital e trabalho, e desta relação surge duas condições: objetivas, subjetivas. A condição objetiva diz que: o modo de produção capitalista, é que gera e aprofunda a pobreza, e depois daí surge a questão social. Já na subjetiva, o capitalista necessita da consciência do trabalhador, para que assim possa impor em seu nome os seus interesses. Tanto é que o termo questão social, nasceu das atribuições feita por críticos do sistema e consequentemente, a burguesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário